Bandidos atiram contra sede da 2ª Cia da Polícia e ateiam fogo em viatura

A sede da 2ª Cia Independente da Polícia Militar, localizada no município de Joaquim Gomes, foi alvo de bandidos na madrugada deste domingo, 29. Diversos disparos de arma de fogo foram efetuados contra a sede da Cia e uma viatura foi incendiada. Não houve registro de feridos.

Segundo apurado pelo site JG Notícias, dois policiais estavam dentro da sede no momento do ataque. Como inalaram muita fumaça, foram socorridos até o hospital do município para atendimento. O quadro de saúde deles é estável.

De acordo com moradores da região, a ação foi rápida e ocorreu por volta das 3h30. A própria população conseguiu controlar o fogo, que ainda atingiu a fachada do prédio. A viatura ficou completamente destruída.

Viaturas do polícia chegaram até o local e realizaram buscas pela região, mas os criminosos ainda não foram encontrados.

A Polícia Militar divulgou nota de esclarecimento no fim da manhã e destacou que o circuito de câmeras de segurança do local serão utilizados para identificar os suspeitos.

Confira a nota:

A Polícia Militar de Alagoas vem a público informar que o prédio onde funciona a sede da 2ª Companhia de Polícia Militar Independente (CPM/I), situada em Joaquim Gomes, na Zona da Mata, foi parcialmente atingido por um incêndio criminoso na madrugada deste domingo (29).

As câmeras de segurança do destacamento gravaram o momento em que um veículo de cor escura passa por diversas vezes na frente do local, minutos depois para e um homem desce e despeja um líquido sobre a viatura Frontier, estacionada na porta da Companhia, e em seguida o fogo começa. Vizinhos e populares do local conseguiram impedir que o fogo se alastrasse e tomasse maiores proporções, conseguindo então controlar as chamas.

Além da viatura, que pertence a Força Nacional e que estaria aguardando descarga (pois estava inservível para o serviço), a primeira sala do prédio, o forro e as paredes externas também foram queimados. Os populares relataram que ouviram o barulho de vários disparos, em seguida uma arrancada de um veículo saindo. Algumas residências próximas continham perfurações e cápsulas, de calibres ponto 40 e 380, foram encontradas no local.

No momento da ação os policiais militares da Companhia estariam realizando o policiamento das festividades da padroeira de Colônia Leopoldina e que apenas o plantão policial se encontrava ali. Como o prédio só tem apenas uma entrada, o militar teria esperado o momento exato para sair e por essa razão veio a inalar muita fumaça; sendo levado para o hospital local, medicado e em seguida liberado.

A corporação destaca que usará as imagens das câmeras para ajudar na investigação; destacando ainda que não medirá esforços para identificar a autoria do ato de vandalismo e que fatos como este, que ameaçam a vida e afrontam o Estado, não serão tolerados.
TNH1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *